Primeiro-ministro do Sri Lanka renuncia

9 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Mahinda Rajapaska, renunciou na segunda-feira após semanas de protestos pedindo que ele e seu irmão, o presidente Gotabaya Rajapaska, renunciassem em meio a uma crise econômica.

Autoridades disseram que o primeiro-ministro enviou uma carta de renúncia ao presidente. O primeiro-ministro também twittou sobre deixar o cargo no início da manhã: “Com efeito imediato, apresentei minha renúncia como primeiro-ministro ao presidente.”

A renúncia ocorre depois que apoiadores do partido governista Sri Lanka Podujana Peramuna (SLPP) atacaram manifestantes antigoverno na segunda-feira do lado de fora dos escritórios do presidente em Colombo, ferindo pelo menos 200 pessoas.

A polícia disparou gás lacrimogêneo e canhões de água e impôs um toque de recolher por tempo indeterminado.

O governo de Rajapaska tem sido alvo de muitas críticas. Os manifestantes criticaram os irmãos por não lidarem adequadamente com uma economia em deterioração, a pior que o país já viu desde sua independência em 1948.

A crise econômica causou altas taxas de inflação, escassez de alimentos, combustível e suprimentos médicos durante um mês e apagões imprevisíveis de energia.

Os irmãos Rajapaska controlaram predominantemente a política do Sri Lanka nas últimas duas décadas. Os manifestantes continuam a protestar pela remoção do presidente do poder.

Fontes