26 de novembro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, conversou com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, sobre a libertação de reféns do Hamas durante a pausa planejada de quatro dias de Israel em sua ofensiva contra os militantes na Faixa de Gaza, o estreito território ao longo do Mar Mediterrâneo.

A Casa Branca disse num comunicado que Biden e Netanyahu também discutiram a pausa nos combates e o aumento da tão necessária assistência humanitária adicional a Gaza.

“O primeiro-ministro agradeceu ao presidente pelos seus esforços incansáveis para ajudar a mediar e implementar totalmente este acordo”, afirmou o comunicado. “Os dois líderes concordaram que o trabalho ainda não está concluído e que continuarão trabalhando para garantir a libertação de todos os reféns.”

A trégua está marcada para terminar na terça-feira, embora Israel tenha dito que estenderá o cessar-fogo por um dia para cada 10 reféns adicionais que o Hamas libertar, além do acordo agora em vigor – uma libertação de 50 reféns detidos pelo Hamas em troca de 150 prisioneiros palestinos. Israel libertou mais 39 prisioneiros palestinos no domingo.

A trégua temporária é a primeira interrupção do conflito desde que o Hamas, num ataque surpresa a Israel em 7 de outubro, matou 1.200 pessoas e fez cerca de 240 reféns. Israel, por sua vez, prometeu eliminar o Hamas e bombardeou Gaza com ataques aéreos e uma ofensiva terrestre que, segundo as autoridades palestinas, matou mais de 14 mil pessoas, cerca de 40% delas crianças.

Fontes editar