Prevenção ao Suicídio: uma em cada 100 mortes no mundo é de uma pessoa que tirou a própria vida

10 de setembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Um estudo divulgado pela OMS em junho passado, chamado “Suicídio no mundo em 2019”, revelou que uma em cada 100 mortes é provocada por suicídio. Aquele ano, mais de 700.000 pessoas em todo mundo haviam tirado a própria vida, relata a Organização. Só no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), acontecem 13 mil casos todos os anos.

Apesar do assunto ainda ser um tabu e cercado de mitos, o médico Tedros Adhanom Ghebreyesus, Diretor-Geral da OMS, disse que não se pode e nem se deve ignorar o suicídio. Ele também disse à época em que o estudo foi publicado que, em meio à pandemia de covid-19, com os fatores para o suicídio aumentados (perda de emprego, estresse financeiro e isolamento social), era preciso intensificar os esforços de prevenção. De acordo com a ABP, aproximadamente 96,8% dos casos de suicídio estão relacionados a transtornos mentais, com destaque para a depressão, transtorno bipolar e abuso de substâncias.

Segundo o “Suicídio no mundo em 2019” também, em 2019 a África tinha a maior taxa de suicídio do mundo (11,2 por 100.000) e os homens cometiam duas vezes mais suicídio que as mulheres (12,6 de 100.000 homens contra 5,4 de 100.000 mulheres).

O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é celebrado hoje, 10 de setembro, com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o assunto.

Fontes