Portugal: Primeiro-Ministro Antonio Costa infectado com a COVID-19

António Costa em 2017.

1 de fevereiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O primeiro-ministro português António Costa contraiu o coronavírus e sofreu isolamento social forçado, indicou hoje o serviço de imprensa do governo. A doença COVID-19 foi confirmada mais de 24 horas após o fim das eleições, que foram vencidas pelos Socialistas (PS) liderados por António Costa.

As autoridades do governo explicaram na tarde de terça-feira que a infecção do primeiro-ministro pelo vírus SARS-CoV-2 foi confirmada por dois testes. O primeiro foi um teste de rotina. De acordo com um comunicado do governo, António Costa, que se submeteu a uma quarentena de 7 dias, não apresenta sintomas de infeção por coronavírus.

Os comentaristas portugueses observam que o primeiro-ministro de Portugal pode ter contraído a infecção ao visitar uma sede eleitoral socialista lotada no domingo, 30 de janeiro de 2022, para fazer um discurso após vencer as eleições gerais. A maioria das pessoas na sala não observou o distanciamento social.

Na votação de domingo, o Partido Socialista liderado pelo primeiro-ministro Costa obteve mais de 41,6% dos votos, conquistando 117 dos 230 assentos na Assembleia da República. O novo gabinete de Costa será seu primeiro governo majoritário. Até agora, desde 2015, ele liderou dois gabinetes que não tinham o apoio da maioria dos deputados no parlamento.

FontesEditar