Pashinyan quer harmonia entre maioria política e próximo presidente

25 de janeiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O primeiro-ministro armênio Nikol Pashinyan disse na segunda-feira, 24 de janeiro, que soube da renúncia do presidente Armen Sarkissian várias horas antes de uma declaração ser publicada no domingo. Segundo o premiê, tem que haver harmonia entre o novo presidente e a maioria política.

"Eu queria entender se a decisão está sujeita a discussão ou não. Perguntei se ele estava discutindo o assunto comigo ou me informando sobre a decisão que tomou. Ele disse que tomou a decisão", disse Pashinyan, observando que ele tomou nota do motivo de sua renúncia e não tem comentários.

Pesando sobre a questão do novo candidato presidencial, Pashinyan disse que ainda não foi discutido.

"Acho que precisamos encontrar soluções que tragam harmonia política entre o presidente, o governo e a maioria parlamentar, especialmente agora que estamos enfrentando sérios desafios", disse Pashinyan.

Fontes