Papa pede paz na Ucrânia em mensagem de Páscoa

18 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Papa Francisco no domingo de Páscoa fez um apelo pelo fim da invasão na Ucrânia e exortou os fiéis a pedir paz. Francisco disse que Jesus Cristo pede ao mundo que não ceda ao mal e à violência.

Para as multidões, esta Páscoa foi uma verdadeira ressurreição após dois anos de pandemia que paralisou as celebrações da Semana Santa.

Na sua mensagem Urbi et Orbi (Da cidade para o mundo) o Papa apelou ao regresso da paz à Ucrânia. “Em breve, uma nova esperança surgirá”, disse ele.

O Papa expressou que seus pensamentos estão com as vítimas ucranianas, os milhões de refugiados, os deslocados internos, as famílias divididas, os idosos que foram deixados sozinhos, as vidas destruídas e as cidades devastadas.

Ele também elogiou os muitos sinais encorajadores de caridade e boas-vindas que famílias e comunidades deram aos migrantes e refugiados ucranianos em toda a Europa.

O Papa convocou a observar outras situações de conflito e sofrimento em muitas áreas do mundo que não devem ser negligenciadas ou esquecidas, como Oriente Médio, Líbia, Iêmen, Afeganistão e Mianmar. Além disso, mencionou todo o continente africano e a assistência que muitas pessoas na América Latina precisam devido às suas condições sociais.

Francisco concluiu sua mensagem de Páscoa com palavras poderosas: “A paz é possível, a paz é um dever, a paz é a principal responsabilidade de todos.”

Fontes