Outro golpe ocorre em Burkina Faso após 8 meses

1 de outubro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Outro golpe militar ocorreu no país da África Ocidental, Burkina Faso, depois de oito meses.

Cerca de 10 soldados armados assumiram o controle da emissora estatal de Burkina Faso na noite do dia 30 e declararam o capitão do Exército, Ibrahim Traore, como o novo líder de Burkina Faso.

Anteriormente, Paul Henri Damiva anunciou em janeiro que um golpe de Estado derrubou o presidente do governo civil Roche Cabore e estabeleceu um governo de transição. Naquela época, Traore também era uma das forças golpistas que estavam do lado de Damiva.

O paradeiro de Damiva é atualmente desconhecido.

Traore afirmou que a capacidade de Damiva para gerenciar a crise contra os "radicais islâmicos em ascensão" era insuficiente.

Na África, a turbulência política é extrema devido aos distúrbios envolvendo a Al-Qaeda e o grupo militante islâmico sunita ISIS.

Em particular, em Burkina Faso, sabe-se que milhares de pessoas morreram e mais de 2 milhões de pessoas foram deslocadas devido à mobilização de militantes islâmicos principalmente na região norte.

Fontes