No STF, Fachin vota contra revisão da delação da JBS

Agência Brasil

Luiz Edson Fachin, ministro do STF

21 de junho de 2017

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Edson Fachin, O ministro do Supremo Tribunal Federal votou nesta quarta contra a revisão dos termos do acordo de delação premiada envolvendo a JBS. Segundo Fachin, na fase de homologação, cabe ao Judiciário verificar somente a legalidade do acordo, sem qualquer interferência nos benefícios da delação premiada e nas declarações dos investigados ao Ministério Público. Fachin também votou pela sua continuidade na relatoria das delações da JBS.

Pelo seu entendimento, Fachin, a validade do acordo só pode ser analisada pelo juiz no final do processo, no momento em que a sentença for definida. "Como todos nós sabemos, o colaborador é, antes de tudo, um delituoso confesso, e, portanto, não se atesta qualquer idoneidade nessas declarações”, disse o ministro.

Fontes