Morre o escritor Ademir Braz

Marabá • 6 de julho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Morreu na manhã desta terça, 5 de julho de 2022, o escritor Ademir Braz, aos 74 anos, vítima de parada cardiorespiratória. Ele estava internado, desde o dia anterior, no Hospital Municipal de Marabá após duas paradas cardiorespiratórias seguidas.

Notas de pesar por sua morte foram dadas por figuras públicas, veículos de imprensa, organismos governamentais, amigos e familiares.

Vida e obra

José Ademir Braz da Silva, também conhecido pelo epíteto literário Pagão, nasceu em Marabá, em 7 de setembro de 1947. Foi desta cidade que tirou inspiração para seus primeiros escritos retratanto sua perspectiva de uma vida interiorana, definida pelo jornalista Hiroshi Bogéa como "uma identidade índia que não se aparta da natureza, de seus rios, pássaros e mitos, da terra ainda espoliada". Na poesia, seu mais notório gênero literário, publicou quatro livros, além de diversos outros escritos poéticos, crônicas e contos publicados em periódicos ao longo de sua vida.

Ademir Braz teve uma extensa carreira como jornalista, trabalhando em diversos veículos de comunicação, entre as décadas de 1970 e 2000, destacadamente: A Província do Pará, O Estado de São Paulo, Opinião, Correio de Carajás e TV Liberal.

Foi, ainda, advogado, servidor público e ativista de direitos humanos, nas causas ambientais, culturais e de reforma agrária.

Velório

Seu velório foi realizado no auditório da Subseção Marabá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Fontes