Marinheiros russos sequestrados no Golfo da Guiné

18 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

No Golfo da Guiné, piratas sequestraram 13 dos 19 tripulantes. Entre os reféns estão marinheiros da Rússia e da Ucrânia, informa a Alison Management Corp., dona do navio.

Oito homens armados atacaram o navio-tanque na manhã de sexta-feira, 17 de julho, localizado há 210 milhas náuticas da costa do Benin. O navio estava indo para o Togo e agora está à espera de ajuda.

Segundo a RIA Novosti, as informações estão sendo verificadas no departamento consular da missão diplomática russa em Abuja. O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia confirmou que entre os membros da tripulação possui quatro pessoas do país.

Fontes