Líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri é morto no Afeganistão em operação especial dos EU

1 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Osama e Ayman em novembro de 2001

Os Estados Unidos conduziram uma operação de contra o terrorismo no fim de semana contra um alvo "significativo" da Al-Qaeda no Afeganistão, disse um alto funcionário dos EUA hoje. "A operação foi bem-sucedida e não houve vítimas civis", disse a autoridade sem dar mais detalhes.

Fontes reportaram que o ataque matou o principal líder da Al Qaeda Ayman al-Zawahiri, que era vice do fundador do grupo terrorista, Osama bin Laden, quando eles orquestraram os ataques de setembro de 2001 contra o World Trade Center.

A confirmação veio mais de uma hora depois que os governantes do Taleban em Cabul disseram que um ataque com mísseis no domingo contra um complexo residencial na capital afegã foi obra de um drone americano.

Taleban condena ataque

"O Emirado Islâmico do Afeganistão condena veementemente este ataque seja qual for o pretexto", disse o porta-voz do Taleban Zabihullah Mujahid em um comunicado, usando o nome oficial do governo talibã.

Ele denunciou a greve como uma "violação flagrante dos princípios internacionais e do acordo de Doha".

Mujahid se referiu ao pacto de 2020 que seu grupo assinou com os EUA, que levou à retirada de todas as tropas americanas e aliadas do Afeganistão em agosto passado, após quase 20 anos de guerra com o Talibã.

Biden confirma ação

No final desta tarde, o presidente Joe Biden confirmou a execução do terrorista durante um pronunciamento transmitido ao vivo nas redes sociais. "No sábado, sob meu comando, os Estados Unidos concluíram com sucesso um ataque aéreo que matou o líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri", disse, ainda adicionando que "agora ninguém mais precisaria ter medo, porque ele se foi".

Fontes