Júri condena tanto Johnny Depp quanto Amber Heard em processo por difamação

1 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Após mais de seis semanas de julgamento, o Tribunal do Condado de Fairfax, Virgínia considerou Johnny Depp quanto Amber Heard responsáveis por difamação em seus processos um contra o outro.

Heard foi condenada a pagar US$ 10 milhões ao ex-marido em virtude do processo. Por sua vez, Depp também foi condenado a pagar uma indenização à atriz, mas o ator terá que desembolsar US$ 2 milhões.

A sentença baseou-se em seis afirmações, três dadas por Heard em artigo publicado no jornal The Washington Post e outras três feitas pelo ex-advogado de Depp, Adam Waldman. O júri considerou que a atriz difamou o ator em três trechos do artigo ao acusá-lo de abuso doméstico, e que ela agiu com “malícia”, por saber que suas declarações eram falsas. Consequentemente, duas declarações onde o advogado de Depp afirmava que Heard estava mentindo não foram consideradas difamatórias.

A única conquista de Heard é relativa a uma fala do advogado que acusava a atriz de ter armado uma situação para o ator durante uma discussão do casal em maio de 2016.

Fontes