Guiné registra caso raro de doença causada por vírus de Marburg

10 de agosto de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A OMS África reportou ontem que um caso da doença de Marburg foi confirmado na cidade de Gueckedou, na Guiné. "É a primeira vez que este vírus, altamente contagioso, e que causa febre hemorrágica, foi identificado no país e no Oeste da África", informou a Organização em seu Twitter, ainda adicionando que a cidade fica na mesma região onde um surto de Ebola foi detectado meses atrás.

Em seu Twitter, Tedros Adhanom Ghebreyesus, chefe da OMS (Organização Mundial da Saúde), escreveu que é "a resposta requer um esforço concentrado para prevenir a transmissão e proteger as comunidades. Colegas da OMS estiveram em campo com parceiros locais desde o surgimento dos primeiros alertas e continuarão a fornecer todo o suporte necessário".

A pessoa infectada faleceu e todos os seus contatos estão sendo rastreados, informou a OMS África em seu website, ainda adicionando que já houve surtos anteriormente em Angola, na República Democrática do Congo, no Quênia, na África do Sul e em Uganda.

O vírus e a doença

O vírus de Marburg pertence à mesma família do vírus Ebola e é transmitido às pessoas por morcegos frugívoros, se espalhando, posteriormente, por meio do contato direto com fluidos corporais de infectados e materiais contaminados.

A doença começa com febre alta, forte dor de cabeça e mal-estar e muitos doentes desenvolvem hemorragias graves num prazo de cerca de uma semana, chegando a taxa de letalidade a 88%, dependendo da cepa do vírus e do tratamento médico oferecido ao paciente.

Não há vacina preventiva e nem tratamento antiviral conhecido para tratar a doença, sendo usados apenas medicamentos para tratar os sintomas.

Notícias Relacionadas

Fontes