Governo do Reino Unido aprova extradição do fundador do WikiLeaks

18 de junho de 2022

Julian Assange
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O governo britânico aprovou a extradição para os Estados Unidos de Julian Assange, fundador do WikiLeaks.

Segundo a 'AP', a secretária do Interior britânica, Pretty Patel, assinou ontem (17) um documento autorizando a extradição de Assange para os Estados Unidos.

A decisão vem depois que um tribunal britânico aprovou a extradição de Assange para os Estados Unidos em abril.

O Departamento de Justiça dos EUA, que acusou Assange de 17 violações de confidencialidade e uma acusação de uso indevido de computador, argumentou que os vazamentos representam um risco para a segurança nacional americana.

Em 2010, Assange obteve dados confidenciais do governo dos EUA com a ajuda do soldado norte-americano Chalsey Manning e os publicou no WikiLeaks.

Assange se refugiou na embaixada do Equador em Londres em 2011 e lá permaneceu por 7 anos.

Assange, natural da Suécia, foi perseguido pelas autoridades suecas sob a acusação de estuprar duas mulheres em 2010, mas a investigação está atualmente suspensa devido à expiração do prazo.

Fontes