Expectativa de vida nas Seychelles cai 3,8 anos devido à covid-19

20 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Por Seychelles News Agency (SNA)

A expectativa de vida nas Seychelles caiu 3,8 anos e está em uma média de 73,5, enquanto o número de mortes aumentou, mostram os últimos números do National Bureau of Statistics (NBS).

A expectativa de vida é descrita pelo NSB como "uma estimativa do número médio de anos adicionais que uma pessoa deve viver se as taxas de mortalidade específicas por idade para um determinado ano prevalecerem pelo resto de sua vida". Os dois fatores que o afetam são a mortalidade e os números da população de base.

A responsável pelo sistema de informação geográfica da agência, Therese Gopal, disse à SNA no dia 13 passado que devido ao aumento do número de mortes causadas por um novo fator — a covid-19 — a agência esperava uma diminuição na expectativa de vida. “As mortes causadas pelo covid-19 tiveram um grande impacto na diminuição da expectativa de vida. Em média, Seychelles registra cerca de 700 mortes em um ano. No ano passado, houve 925 mortes, muitas das quais entre idosos. essa diminuição”, disse Gopal.

De acordo com dados do Ministério da Saúde local, Seychelles registrou sua primeira morte por covid em janeiro de 2021. Os números do departamento de estatísticas mostraram que, até o final de dezembro de 2021, havia 75 mortes identificadas pelo vírus Sars-Cov-2.

O último boletim do departamento mostrou que as mortes relacionadas à covid-19 contribuíram para 19% do total de mortes no país insular. A principal causa de morte em Seychelles está relacionada a doenças do sistema circulatório, que contribuíram com 29% dos números totais.

Gopal disse que o segundo fator — população de base que afeta o cálculo da expectativa de vida também teve um papel na diminuição da expectativa de vida. “Nossa população base é muito antiga, pois já se passaram 12 anos desde que fizemos o último censo em 2010. Muitas mudanças acontecem com uma população - as pessoas se mudam, morrem, mas a migração é um dos principais componentes que afetam nossa estimativa populacional. Nos últimos cinco anos, houve uma diminuição do saldo migratório em determinadas faixas etárias, o que contribuiu para a diminuição das estimativas populacionais”, explicou Gopal, acrescentando que “os formuladores de políticas podem achar o fato de que nossa expectativa de vida caiu como alarmante, mas até que possamos obter novos números básicos do censo, poderemos determinar se o que fizemos foi correto ou não.”

Seychelles, um grupo de 115 ilhas no oeste do Oceano Índico, deve iniciar um censo populacional e habitacional em 22 de abril de 2022. O censo estava programado para 2020, mas devido à pandemia de covid-19, teve que ser adiado. Durante o censo, os oficiais também coletarão informações para o censo eleitoral.

Fontes