Etiópia retomará voos do Boeing 737 Max três anos após acidente mortal

2 de fevereiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Ethiopian Airlines, uma das maiores companhias aéreas da África, disse que retomará os voos de aviões Boeing 737 MAX a partir de terça-feira, quase três anos após um acidente mortal do mesmo avião.

Em comunicado à agência de notícias francesa AFP, a companhia aérea disse que a decisão veio após um processo de certificação completo por reguladores de todo o mundo, incluindo Estados Unidos, Europa e Ásia, além da Etiópia.

Todos os 737 aviões MAX foram aterrados em todo o mundo em março de 2019, depois que a aeronave caiu perto da cidade etíope de Bishoftu, matando todas as 157 pessoas a bordo.

Em outubro anterior, a queda de um 737 MAX na Indonésia matou 189.

Desde então, a Boeing fez alterações no design da aeronave e os aviões voltaram ao serviço na maioria dos países. A Indonésia recertificou o avião em dezembro.

O CEO da Ethiopian Airlines, Tewelde Gebremariam, disse que a empresa estará entre as últimas companhias aéreas a retomar os voos do modelo MAX.

Tewelde disse que a companhia aérea levou mais de 20 meses para monitorar e recertificar o avião.

A companhia aérea disse que seus pilotos e técnicos foram totalmente treinados em relação às modificações do avião.

Fontes