Estados Unidos: tempestade invernal Viola sucede Uri; já há dezenas de mortos

17 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Uri: Texas não via tempestade invernal tão forte há anos

A tempestade de inverno chamada Uri (veja galeria de fotos aqui), que deixou milhões de pessoas sem energia e tem levado um frio recorde aos Estados Unidos desde sábado passado, também tirou a vida de pelo menos 20 pessoas nos últimos dias, em acidentes de carro e até envenenamentos por monóxido de carbono.

Ontem três pessoas foram encontradas mortas após a passagem de um tornado numa cidade litorânea do condado de Brunswick, na Carolina do Norte, fenômeno que não chegou a ser previsto pelas autoridades. O Serviço Meteorológico Nacional ficou "muito surpreso com a rapidez com que essa tempestade se intensificou (...) e por ter sido à noite, quando a maioria das pessoas está em casa e na cama, isso cria uma situação muito perigosa", disse o Diretor de Serviços de Emergência Ed Conrow. Também ontem, em Houston, Texas, quatro pessoas de uma mesma família morreram num incêndio em sua casa enquanto usavam um lareira para se aquecer.

A tempestade invernal atingiu principalmente os estados do Deep South, incluindo o Texas, geralmente de temperaturas mais amenas. "Essa é uma das piores ondas de frio em 30 anos para o estado do Texas, estado acostumado com o clima quente e desértico. Na cidade de Houston, onde as temperaturas estavam na casa dos 20ºC na terça-feira passada, os termômetros chegaram a temperaturas de -5°C nesta segunda-feira, sendo que a temperatura média para o mês de fevereiro é da ordem de 10°C", reportou o website Tempo ontem.

Falta de energia

As piores quedas de energia nos Estados Unidos ocorreram no Texas, afetando mais de 4 milhões de residências e empresas. Mais de 250.000 pessoas também ficaram sem energia em partes de Appalachia, na Virginia, e outro tanto ficou sem eletricidade no noroeste do Oregon.

A falta de energia levou o frio não só para os lares dos estado-unidenses, mas também para hospitais e lares de idosos, onde geradores emergenciais tiveram que ser instalados. Em Houston abrigos que recebiam moradores de rua também ficaram sem energia, incluindo um que abrigava 500 pessoas.

Problemas com a falta de energia também foram relatados em Oklahoma, Minessota e Nebraska, onde especificamente foi registrada a temperatura mais baixa em 25 anos: durante a noite, em Omana, fez -30ºC.

As concessionárias de energia têm pedido aos pediu aos usuários que ajustem os termostatos para 20ºC, evitem o uso de grandes aparelhos elétricos e desliguem as luzes ou aparelhos que não estejam em uso.

Vacinação contra covid-19 em risco

Devido a falta de energia, milhares de doses de vacinas da Pfizer-BioNTech e da Moderna, que precisam de refrigeração de cerca de -75ºC, tiveram que ser aplicadas emergencialmente para não serem perdidas. Num condado do Texas, por exemplo, mais de 8.000 doses da vacina da Moderna foram distribuídas em três hospitais, na Rice University e na prisão do local. "É uma sensação incrível. Estou muito grato", disse Harry Golen, um estudante do segundo ano da faculdade que esperou quase quatro horas com seus amigos, grande parte no frio, para ser vacinado. Se não fosse essa vacinação emergencial, devido a sua faixa etária, ele não teria sido vacinado até março ou abril.

Autoridades texanas disseram que ao menos 400 mil doses de vacinas não serão entregues no estado nos próximos dias, afetando o programa de imunização.

Baixas extremas

Várias cidades tiveram temperaturas baixas recordes. Em Minnesota, por exemplo, a estação meteorológica de Hibbing/Chisholm registrou -39ºC enquanto Sioux Falls, na Dakota do Sul, registrou -26ºC.

Também registraram temperaturas baixíssimas nos últimos dias Denver (-26,7ºC), Dodge City (-25,6ºC), Amarillo (-23,8ºC) e Oklahoma City (-21,7ºC).

Nova tempestade a caminho

No último aviso oficial, emitido esta madrugada, o Serviço Nacional do Tempo dos EU alertou que até amanhã, quinta-feira, mais de 100 milhões de americanos estão sob avisos de tempestade de inverno na região Centro-Sul do país, nos estados do Arkansas, Texas, Mississippi, Virgínia, Carolina do Norte e Louisiana e que as temperaturas ainda permanecerão 20 a 35 graus abaixo do normal em todas as planícies, vale do Mississippi e parte inferior dos Grandes Lagos.

No entanto, segundo o Serviço, trata-se de uma outra tempestade. "Uma nova tempestade de inverno está emergindo nas planícies do sul na terça-feira e se dirige para o Centro-Sul na quarta-feira", alertou o órgão ontem.

Segundo o website especializado Tempo, trata-se da Tempestade Viola, que começou a afetar o país no sábado passado, atingindo os estados do noroeste dos EU e que agora se dirige para o Centro-Sul.

Notícia Relacionada

Fontes