Nicarágua: aumento dos preços globais impulsiona exportações: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
(corr)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
Sem resumo de edição
O ministro das Finanças e Crédito Público, Iván Acosta, explicou os dados aos meios de comunicação oficiais.
 
"“á uma base exportável muito forte, agora devemos estar vários milhões acima dos 3.000 milhões de dólares na parte do regime geral e a zona franca industrial deve avançar rapidamente para 2.700 milhões em outubro de 2021"2021”, disse Acosta.
 
O crescimento dos dados de valor coincide com as apreciações do presidente da Associação de Produtores e Exportadores da Nicarágua, Guillermo Jacoby, que aponta que "toda a América Central experimentou aumentos semelhantes", acrescentando que o setor exportador nicaraguense encadeou três anos de recordes consecutivos.
 
"Há“Há uma demanda insatisfeita, o problema é que não há muita oferta de produtos, porque quando a pandemia foi forte, muitas fábricas pararam de produzir... a economia reativa, as pessoas começam a exigir mais, mas não há oferta suficiente, então os preços sobem (...) esse aumento de preços é o que fez com que os preços internacionais subissem"subissem”, disse Jacoby.
 
Os dados mostram que os preços médios das exportações nicaraguenses subiram 31,9%, e que esta foi a razão fundamental para o crescimento observado de 21,7%. Ouro, lagosta, carne bovina e café lideram a lista dos principais produtos de exportação da Nicarágua.
|data=25 de janeiro de 2022
|pub=Voz da América}}
 
{{VOA}}
 
{{mídias sociais}}