Biden adverte Putin contra possível invasão da Ucrânia: diferenças entre revisões

m
sem resumo de edição
(Criou uma página)
 
mSem resumo de edição
O Presidente americano Joe Biden disse nesta terça-feira (7), ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, que os Estados Unidos e os seus aliados europeus estão "profundamente preocupados" com o facto de Moscovo reunir as suas forças perto da fronteira ucraniana e que responderiam com sanções econômicas "fortes" se a Rússia invadisse este seu antigo país satélite, disse a Casa Branca.
 
Numa leitura após a cimeirareunião de cúpula virtual de duas horas dos líderes, a Casa Branca informou que Biden "reiterou o seu apoio à soberania e integridade territorial da Ucrânia, e apelou ao fim da escalada e ao regresso à diplomacia".
 
Não foi dada qualquer indicação de que Biden tenha enunciado possíveis sanções econômicas contra a Rússia, no caso de uma invasão da Ucrânia, nem como Putin reagiu, mas acrescentou que os dois líderes "encarregaram as suas equipas de dar seguimento e os Estados Unidos fá-lo-ão em estreita coordenação com os aliados e parceiros".