Covid-19: professores de SP entram em greve dias depois do retorno das aulas; mais de 140 casos de covid foram detectados nas escolas: diferenças entre revisões

-VDA, reescrevendo texto
[edição verificada][edição verificada]
m (arquivando notícia utilizando AWB)
(-VDA, reescrevendo texto)
 
''<small>Por Brasil de Fato</small>''
 
O Sindicato dos Professores doda EnsinoEducação Oficial do Estado de {{w|São Paulo}} (Apeoesp) anunciou, na tarde desta sexta-feira (5), que a categoria entrará emfará greve a partir dono dia 8 contrae ose retornooporá presencial das aulas noao estado.
 
As aulas presenciaisem sala de aula foram retomadas esta semana. Desde então, a ApeoespApeeoesp contabilizouregistrou 147 casos de {{w | covid-19}} emna escolasescola.
 
A paralisação, segundoSegundo o sindicato, a greve tem como objetivo "preservar“proteger vidas,a tantovida de professores, quanto de estudantesalunos, funcionários e familiaresfamiliares”."
 
EmNa assembleia realizada virtualmentevirtual, 91% dos trabalhadores votaram apela favor da paralisação,greve e 82% foramdos favoráveistrabalhadores aapoiaram manter asdistância aulasda à distânciaclasse.
 
AoNa longo dapróxima semana que vem, a ApeoespApeeoesp pretende organizar eventos para protestar contra a decisão do governo João Doria (PSDB) de retomar aso aulasensino presenciaispresencial sem tomar as medidas necessárias para contercontrolar a disseminação do vírus.
 
A Secretaria dade Educação do Estado de São Paulo informoudisse àaos imprensameios de comunicação que serão tomadas as "medidas judiciais cabíveis" e que aas ausênciafaltas dosde professores seráserão analisadaanalisadas caso a caso, conformecom abase justificativanos apresentadamotivos apresentados. AindaAlém segundodisso, conforme a pastajustificativa apresentada, se ao justificativamotivo não for aceitaaceito, asa faltasausência podempode ser descontadasdescontada.
 
Na Grande São Paulo e nasna regiõesfase amarela de Araçatuba, Baixada Santista, Campinas, Presidente Prudente e Registro, queaté estão70% nados fase amarela,alunos poderão participar das atividades até 70% dos estudantes – que serão obrigados a voltarretornar. NasEm demaisoutras regiões, aretorno voltade dosalunos estudantesà escola é opcional, come a limitetaxa de 35%retorno por sala de aula é limitada a 35%.
 
O governador não comentou oa anúnciodeclaração deda greve dosde professores.
 
{{Opine}}
* [https://www.brasildefato.com.br/2021/02/05/contra-volta-das-aulas-presenciais-professores-de-sp-entram-em-greve-na-segunda-8 Contra volta das aulas presenciais, professores de SP entram em greve na segunda (8)], Brasil de FAto, 05 de fevereiro de 2021.
 
{{Brasil de Fato}}
 
{{Mídias sociais}}