ML-SP forjava laudos de mortes de presos políticos na ditadura, diz comissão: diferenças entre revisões

[edição verificada][edição verificada]
m (Protegeu "ML-SP forjava laudos de mortes de presos políticos na ditadura, diz comissão": Arquivo de Artigos ([Editar=Permitir apenas administradores] (indefinidamente) [Mover=Permitir apenas administradores] (indefinidamente)))
 
Botazzo reforçou o pedido de Elzira, acrescentando que os legistas vivos e os que estão mortos devem ser todos condenados. “Eles precisam ter um processo no Conselho Regional de Medicina e o registro deles, como médicos, cassados”. Procurada pela Agência Brasil, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, que responde pelo Instituto Médico-Legal, ainda não se manifestou sobre a conduta do órgão durante a ditadura militar.
 
{{opine}}
== Fontes ==
 
|pub= Agência Brasil
}}
 
{{opine}}
 
{{Publicado}}
 
{{Agência Brasil}}
{{arquivada}}
 
[[Categoria:Ditadura militar de 1964 no Brasil]]