Diferenças entre edições de "Austrália confirma morte de menino de 7 anos em atentado de Barcelona"

Modificando texto e adicionando nova fonte
m (Robô: A substituir a categoria Crimes por Crime, Direito e Justiça)
(Modificando texto e adicionando nova fonte)
 
{{Infotabela Austrália}}
{{Contrib-ABr}}
{{Data|20 de agosto de 2017}}
A família de um menino de sete anos desaparecida desde o ataque terrorista de {{p|Barcelona}} na semana passada confirmou no domingo que ele havia morrido e prestou homenagem ao estudante "enérgico, engraçado e atrevido" que sempre trazia "um sorriso em nossos rostos".
O governo da {{p|Austrália}} confirmou "com profunda tristeza" hoje (20) a morte do australiano Julian Cadman, de 7 anos, no atentado ocorrido na quinta-feira passada em {{p|Barcelona}}, no qual a mãe do menino ficou ferida. "Entramos em contato com a família, que pediu privacidade neste momento difícil e horrível, e pedimos à imprensa que respeite esse pedido", disse a ministra de Relações Exteriores australiana, {{p|Julie Bishop}}, em comunicado. As informações são da Agência EFE.
 
Julian Cadman, que tinha dupla nacionalidade britânico-australiana, estava desaparecido desde o ataque na quinta-feira. Sua família confirmou no domingo que ele estava entre as 13 pessoas mortas em Barcelona.
Em mensagem enviada pelos parentes e divulgada pelo canal local ABC, "Julian era um membro amado e adorado da família", com uma personalidade "ativa, divertida e brincalhona". "Somos abençoados por tê-lo nas nossas vidas. Lembraremos de seus sorrisos e guardaremos a sua lembrança em nossos corações", disse a família, que agradeceu a todos os que contribuíram na busca do menino, o que motivou uma intensa campanha nas redes sociais.
 
“Julian era um membro muito amado e adorado de nossa família. Enquanto ele apreciava as vistas de Barcelona com sua mãe, Julian foi tristemente tirado de nós ”, disseram eles em comunicado divulgado pelo Departamento de Relações Exteriores e Comércio da Austrália.
O departamento de Interior do governo regional da Catalunha informou hoje que tinha identificado mais três vítimas dos atentados de Barcelona e Cambrils, entre eles Julian Cadman, de dupla nacionalidade australiana e britânica.
 
Com a identificação do menino, que estava em Barcelona junto à mãe, chega a 12 o número de mortos identificados entre os 14 deixados pelo atropelamento em massa causado por jihadistas na quinta-feira passada. A mãe do menino, Jom Cadman, está hospitalizada em Barcelona.
== Fontes ==
* {{Fonte
| idioma = en
| autor = Da Agência EFE
| url = httphttps://agenciabrasilwww.ebctheguardian.com.br/internacionalworld/noticia2017/2017-08aug/20/australiajulian-confirmacadman-morteseven-deconfirmed-meninoas-deamong-sete13-anoskilled-emin-atentadobarcelona-deattack
| título = AustráliaJulian confirmaCadman, morteseven, deconfirmed meninoas deamong 713 anoskilled emin atentadoBarcelona de Barcelonaattack
| pub = AgênciaThe BrasilGuardian
| data = 20 de agosto de 2017, 17h09min
}}
 
{{Agência Brasil}}
{{Mídias sociais}}
{{Arquivada}}