Diferenças entre edições de "Google, Facebook, Twitter e Wikipédia encabeçam os protestos contra lei SOPA"

m
sem resumo de edição
m
m
 
=== Protestos anteriores ===
Em novembro do [[:w:2011|ano passado]], a plataforma [[:w:pt:Tumblr|Tumblr]] fechou intencionalmente seu serviço aos usuários, que tiveram a opção de comunicar-se com seus respectivos [[:w:en:United States House of Representatives|representantes]] (ou [[w:Câmara dos Representantes dos Estados Unidos|congressistas]]) para expressar suas preocupações, gerando cerca de 90.000 chamadas.
 
Os protestos contra SOPA foram dominantes em dezembro, quando mais de 37.000 domínios de [[:w:pt:Reddit|Reddit]] foram transferidos para protestar contra a [[w:Registrar|Registregistradora]]<sup>(r{{W|Português brasileiro|PT-BR}})adora</sup> ou registadora<sup>({{W|Português europeu|PT-PT}})</sup> de dominios]] [[:w:pt:Go Daddy|Go Daddy]], na qual reverteu o seu apoio inicial pelo SOPA após o descontetamento de muitos de seus clientes.
{{Quote|Este tipo de coisas não sucedem porque as empresas geralmente não querem por aos seus usuários desta posição. A diferença é que estes projetos de lei mudam muito fundamentalmente a forma em que funciona a Internet. A gente têm que entender o efeito que esta legislação de interesse especial vontade em aqueles quem usam a Internet.|Markham Erickson, NetCoalition (Diretor Executivo)}}
 
1 257

edições