Covid-19: México chega a 2 milhões de contaminados; já são 13 os países

17 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O México entrou, ainda ontem à noite no horário local, quando divulgou seu boletim diário sobre a pandemia de covid-19, para o grupo dos países que já ultrapassaram a barreira dos 2 milhões de infectados por covid-19. São 13 agora, de acordo com os dados do Worldometer.

O país latino divulgou que a cifra dos casos confirmados de covid chegou a 2 004 575 e que o número de óbitos chega a 175 986.

Os treze

Segundo dados do Worldometer em sua última atualização, os 13 países com mais de 2 milhões de infectados por covid-19 atualmente são:

  1. Estados Unidos (28 381 220)
  2. Índia (10 937 320)
  3. Brasil (9 921 981)
  4. Rússia (4.112.151)
  5. Reino Unido (4 058 468)
  6. França (3 489 129)
  7. Espanha (3 096 343)
  8. Itália (2 739 591)
  9. Turquia (2 602 034)
  10. Alemanha (2 352 766)
  11. Colômbia (2 202 598)
  12. Argentina (2 033 060)
  13. México (2 004 575)

Vacinação nos países mais atingidos

Segundo dados do Our World In Data, que atualiza os dados sobre a vacinação diariamente, entre os 13 países acima o que mais vacinou, em termos absolutos de pessoas vacinadas com ao menos uma doses, são os Estados Unidos com 55 milhões doses aplicadas. Seguem-se, nesta ordem, Reino Unido (16 milhões), Índia (9 milhões), Brasil (5 milhões) e Turquia (4 milhões).

Em termos relativos (porcentagem), o ranking é liderado por Reino Unido (23%), seguindo-se Estados Unidos (16%), Espanha, Turquia e Itália (5%).

Vacinação no México

O México recebeu ontem (16) mais vacinas da Pfizer-BioNTech, com quase 5 mil doses sendo entregues no aeroporto de Monterrey e 486 525 no aeroporto da Cidade do México.

Entre 23 de dezembro passado e ontem o país já recebeu 2 217 750 doses de vacinas, por meio de oito remessas, sendo sete da Pfizer-BioNTech e uma da AstraZeneca.

O Our World In Data não mostra dados da vacinação no país, já que eles não estão sendo divulgados oficialmente pelo governo.

Notícias Relacionadas

Fontes