Confrontos entre polícia e fiéis da IURD em Luanda deixam quatro feridos

20 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Confrontos entre polícias e fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) na madrugada desta quarta-feira, 20, em Luanda resultaram em quatro feridos.

Os incidentes aconteceram quando agentes da Polícia Nacional (PN) chegaram ao templo no Maculusso, por volta das quatro horas da manhã, para tentar desalojar os fiéis que desde sábado fazem vigílias em protesto contra a decisão do Estado de reter os templos.

As autoridades dizem que os fiéis reabriram os templos sem qualquer mandado que legitime a retomada dos imóveis apreendidos pelo Estado, enquanto a direcção da IURD afirma que o acórdão do Tribunal da Comarca de Luanda é um documento legítimo.

Olívio Alberto, porta-voz da IURD Angola, explica que os supostos dissidentes com apoio da PN “têm estado a tentar ocupar os templos para entregarem aos supostos pastores protegidos pelas autoridades angolanas”.

Alberto sustenta que o acordão do Tribunal de Comarca de Luanda é prova de que os templos pertencem à IURD e acusa o Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR), de estar a favorecer a outra parte.

O superintendente da PN, Nestor Goubel, justifica a decisão da corporação pelo facto de os fiéis não estarem munidos de qualquer mandado que legitime a retomada dos imóveis apreendidos no decorrer do processo instaurado.

Fontes