Cápsulas da SpaceX se encaixam na Estação Espacial Internacional

17 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Quatro astronautas que partiram no domingo em uma espaçonave projetada pela empresa SpaceX chegaram à Estação Espacial Internacional na segunda-feira, onde passarão seis meses.

A cápsula atracou com sucesso na estação após um vôo de 27 horas do Centro Espacial Kennedy em Cabo Canaveral, Flórida. A estação espacial é um laboratório orbital a cerca de 400 quilômetros acima da Terra.

Os estadunidenses Mike Hopkins, Victor Glover, Shannon Walker e o japonês Soichi Noguchi completaram a primeira missão da NASA em uma espaçonave privada Crew Dragon para trazer uma tripulação para a estação orbital.

Em um vôo de teste no meio do ano, dois pilotos viajaram para a estação em uma cápsula do Crew Dragon, mas permaneceram por apenas dois meses.

Os novos astronautas se juntaram na segunda-feira aos dois cosmonautas russos e ao astronauta americano que chegou no mês passado em um vôo em uma espaçonave russa do Cazaquistão.

Victor Glover é o primeiro afro-americano a passar muito tempo no espaço.

Desde o início das viagens espaciais dos astronautas americanos em 1961, a NASA se encarregou de todos os detalhes técnicos das naves, embora sua construção tenha sido contratada por empresas privadas.

No entanto, após o encerramento do programa do ônibus espacial em 2011, os astronautas americanos tiveram que contar com a espaçonave russa Soyuz.

Com o sucesso da SpaceX, fundada pelo bilionário Elon Musk, os Estados Unidos agora levarão seus astronautas em cápsulas e foguetes de empresas privadas. A Boeing deve se juntar a esses voos com sua cápsula Starliner em breve.

Fontes