Brasil: Ministério da Saúde lança campanha nacional para prevenção à varíola dos macacos

23 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Para conscientizar a população sobre transmissão, contágio, sintomas e prevenção, o Ministério da Saúde lançou a Campanha Nacional de Prevenção à Varíola dos Macacos. Uma página oficial no site da pasta federal reunirá, além de materiais, orientações sobre o que fazer em casos suspeitos acesse aqui).

A campanha tem o tema Varíola dos Macacos: Fique bem com a informação certa e, segundo o Ministério, será veiculada em TV, rádio, mídia exterior em lugares de grande circulação de pessoas, em páginas e portais da internet e redes sociais. Como a disseminação de informações corretas é essencial para evitar o avanço da doença, as recomendações oficiais, como prevenção, sintomas e orientações para profissionais de saúde estarão na página especial da pasta.

Para as equipes de saúde local, está disponível um folder com orientações para identificar as lesões da monkeypox, notificar e informar os pacientes e a população sobre transmissão, cuidados e procedimentos necessários para prevenção.

Cenário

O Brasil é o terceiro país com mais casos da doença (3,7 mil). À frente estão os Estados Unidos (14,5 mil) e a Espanha (5,7 mil). Há diagnósticos confirmados em 96 países.

Os sinais e sintomas consistem em febre, erupção cutânea e adenomegalia (aumento dos gânglios linfáticos). Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão entre humanos ocorre, principalmente, através de grandes gotículas respiratórias, sendo necessário um contato pessoal prolongado. O vírus também pode infectar pessoas por meio de fluidos corporais, contato com a lesão ou contato indireto com o material da lesão.

O período médio de incubação da doença é de seis a 13 dias, podendo variar de cinco a 21 dias. O período total de isolamento e observação deve ser de 21 dias.

Notícias Relacionadas

Fontes