Biden agradece Erdogan por abandonar o veto na Suécia e Finlândia

30 de junho de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente dos EUA, Joe Biden, agradeceu ao presidente turco Recep Tayyip Erdogan na quarta-feira por abandonar suas objeções às propostas da Suécia e da Finlândia para ingressar na Otan, abrindo caminho para a aliança militar se expandir ainda mais.

“Quero agradecer particularmente pelo que você fez ao montar a situação em relação à Finlândia e à Suécia”, disse Biden a Erdogan durante uma reunião individual à margem de uma cúpula da Otan em Madri. “Você está fazendo um ótimo trabalho.”

Em resposta, falando por meio de um intérprete, Erdogan disse que “o pioneirismo de Biden nesse sentido será crucial em termos de fortalecimento da OTAN para o futuro e terá uma contribuição muito positiva para o processo entre a Ucrânia e a Rússia.”

Turquia, Finlândia e Suécia assinaram na terça-feira um memorando aprofundando sua cooperação contra o terrorismo, abordando as preocupações de Ancara de que os dois países nórdicos não estão fazendo o suficiente para reprimir o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que é considerado uma organização terrorista pela Turquia, União Europeia, Estados Unidos e outros.

A Finlândia e a Suécia também concordaram em não apoiar o movimento Gulenista, liderado pelo clérigo Fethullah Gulen, que vive nos EUA, que a Turquia culpa por uma tentativa fracassada de golpe de 2016 e outros problemas.

Helsinque e Estocolmo também encerrarão o apoio às chamadas Unidades de Defesa do Povo Curdo (YPG) na Síria, parte das Forças Democráticas Sírias (SDF) apoiadas pelos EUA que lutam contra o grupo Estado Islâmico. Além disso, a Suécia concordou em encerrar um embargo de armas contra a Turquia que datava de 2019.

Fontes