Autor Salman Rushdie tem melhora no quadro de saúde após ser esfaqueado

14 de agosto de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O autor Salman Rushdie, autor do livro "Versos Satânicos" e que foi esfaqueado na sexta-feira em Nova Iorque quando se preparava para falar durante um evento, foi extubado ontem e começou sua recuperação. Ele teve diversas perfurações, incluindo no abdômen, pescoço, braço e olho direito, e precisou passar por procedimentos de emergência, antes de ser levado para o hospital John E. Britton Family Trauma Center, na Pensilvânia.

Seu filho Zafar usou o Twitter para comunicar que o estado de Salman ainda era crítico, mas que ele já conseguia dizer algumas palavras. Ele também escreveu que "seu senso de humor briguento e insolente permanece intacto".

Entenda

No final do anos 1980 Salman ficou famoso por ter sido jurado de morte no Irã devido ao livro Versos Satânicos, inspirado no profeta Maomé. Na época, o aiatolá Khomeini decretou uma sentença de morte (fatwa) clamando pela morte "do autor do livro Versos Satânicos, que é contra o Islã, o Profeta e o Qur'an, e todos aqueles envolvidos em sua publicação que estejam cientes de seu conteúdo".

De origem indiana, Salman viveu muitos anos na Inglaterra, inclusive sob escolta policial, tendo se mudado para os Estados Unidos em 2000.

Na sexta passada, Hadi Matar, de 24 anos, pulou no palco e atacou o autor com uma faca. Hadi foi preso ainda no local e no tribunal se declarou inocente, mas o juiz manteve a prisão, sem direito à fiança.

A polícia investiga se Matar tem ligação com grupos terroristas.

Referências

Fontes