5 de dezembro de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Venezuela voltou a insistir que tem a reivindicação legítima sobre Essequibo, uma região que abrange a maior parte do território da Guiana, seu vizinho a leste. No entanto, o governo do Presidente Nicolás Maduro tem pouco ou nenhum apoio dos seus vizinhos regionais ou organizações intergovernamentais.

A reivindicação venezuelana, reforçada por um referendo nacional a seu favor no domingo, suscitou críticas de governos da América do Sul e das Caraíbas, bem como um aviso do Tribunal Internacional de Justiça. Na sexta-feira, o tribunal decidiu que a Venezuela “deve abster-se de tomar qualquer ação que possa modificar” o atual controle do território pela Guiana.

Nos últimos meses, a Venezuela aumentou ainda mais as tensões ao enviar recursos militares para a sua fronteira com a Guiana e ao anunciar que tem planos para instalar uma pista de aterragem na área para fornecer apoio logístico ao desenvolvimento de Essequibo.

Fontes editar